Portal Paranormal
O Tempo
Últimos assuntos
» A caixa de Pandora
Qua Maio 28, 2014 9:59 pm por Seth

» Adivinhando o pensamento
Qua Maio 14, 2014 10:50 am por sofiagov

» O modelo helicoidal - nosso sistema solar é um vórtice
Dom Maio 11, 2014 3:07 pm por Seth

» A casa mais estranha de Portugal (em imagens)
Sex Maio 02, 2014 10:50 pm por Aninhas_hk

» Sr. Roubado - Odivelas
Qua Abr 30, 2014 10:06 pm por Seth

» O crime de François Bertillon
Sab Abr 19, 2014 5:46 am por Seth

» Somos grandes ?? Vamos comparar !!
Qui Abr 17, 2014 4:20 pm por Seth

» Mãe vendendo seus filhos..
Seg Abr 14, 2014 7:11 pm por Aninhas_hk

» Biblioteca para gigantes ?
Qua Abr 09, 2014 8:09 pm por Seth

» O Sol - Ciclo de vida de uma Estrela
Dom Abr 06, 2014 2:01 pm por Seth

» A última entrevista de Charlie Noonan
Ter Mar 25, 2014 7:35 pm por Seth

» O Pavão e o seu simbolismo
Ter Mar 25, 2014 3:07 pm por Seth

» As três Graças
Ter Mar 25, 2014 2:57 pm por Seth

» Complexo de Édipo ou a Tragédia Grega
Ter Mar 25, 2014 2:52 pm por Seth

» 9 factos que vão mexer com a sua noção de tempo
Seg Mar 24, 2014 3:03 pm por Seth

» O universo segundo a Mitologia Nórdica.
Dom Mar 23, 2014 11:37 pm por Seth

» Porta do inferno
Dom Mar 23, 2014 11:08 pm por Seth

» O som do Planeta
Qui Mar 20, 2014 10:26 pm por Seth

» Pan Gu
Ter Mar 18, 2014 10:36 pm por Seth

» Antiga cidade submersa é encontrada no Triângulo das Bermudas
Ter Mar 18, 2014 5:35 pm por Seth

» 6 visões sobre o núcleo da Terra: Religião vs Ciência
Ter Mar 18, 2014 5:22 pm por Seth

» 15 Curiosidades Sobre Religião
Ter Mar 18, 2014 5:12 pm por Seth

» O menino da fazenda de Hertfordshire
Qua Mar 12, 2014 4:07 pm por Seth

» O bebé de Queensland, Austrália
Qua Mar 12, 2014 4:03 pm por Seth

» O fantasma do castelo Raynham Hall
Qua Mar 12, 2014 4:01 pm por Seth

» Espiríto na "Toys ´R´ Us "
Qua Mar 12, 2014 3:54 pm por Seth

» O fantasma do banco de trás
Qua Mar 12, 2014 3:36 pm por Seth

» A escadaria de túlipa
Qua Mar 12, 2014 3:32 pm por Seth

» Imagem em Rotsand na Suiça
Seg Mar 10, 2014 6:39 am por Seth

» Hermes Trismegisto
Sab Mar 01, 2014 3:04 pm por Seth

PT Avisos
Fases da Lua
Visitantes
web counter free

Fenrir

Ir em baixo

Fenrir

Mensagem por Seth em Sab Fev 22, 2014 3:07 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Fenris, Fenrir, ou ainda Fenrisulfr, é um lobo monstruoso da mitologia nórdica.
Filho de Loki com a giganta Angrboda, tem como irmãos Jormungand (a serpente de Midgard) e Hel (a Morte).


Acorrentado pelos deuses até o advento do Ragnarok (O Destino Final dos Deuses), Fenrir se solta e causa grande devastação, antes de devorar o próprio Odin (O Supremo deus Guerreiro), sendo morto, posteriormente, pelo filho do grande deus, Vidar, que enfiará uma faca em seu coração e ou rasgará seus peitos até o maxilar, dependendo do autor.

A fonte mais importante de informação sobre Fenrir aparece na seção de Gylfaginning no édico de Snorri Sturluson,
embora haja outros, freqüentemente contraditórios.
Por exemplo, em Lokasenna, Loki ameaça Thor com a destruição por Fenrir durante o Ragnarök,
uma vez que Fenrir pode destruir Odin.


Fenrir tem dois filhos, Hati (“Odioso”) e Skoll.
Os dois filhos perseguem os cavalos Árvakr e Alsviðr, que conduzem a carruagem que contém o sol.
Hati também persegue Mani, a lua.

Deve-se notar que Skoll, em determinadas circunstâncias, é usado como um heiti (palavra que descreve uma espécie de kenning, frase poética que é utilizada substituíndo o nome usual de um personagem ou de uma coisa) referenciando, indiretamente, ao pai (Fenrir) e não ao filho (esta ambigüidade também existe no outro sentido.
Por exemplo, no poema épico Vafthruthnismal, existe uma confusão na estrofe 46, onde a Fenrir são dados os atributos do perseguidor do sol, o que na verdade seria seu filho Skoll).


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

A partir da “A profecia dos Völva” ou “A profecia de Sybil”,(Völuspá) e de sua luta com Vafthruthnir (também relatado no Vafthruthnismal ), Odin percebe que as crianças de Loki e de Angrboda trariam problemas aos deuses.
Logo, o poderoso deus traz a sua presença o lobo Fenrir, junto com seu irmão Jormungand e sua irmã, Hela.
Após lançar Jörmungandr nas profundezas do mar e enviar Hel para baixo, na terra dos mortos (Niflheim),
Odin mandou que o lobo fosse levado pelos Æsir.

No entanto, somente o deus Týr era audaz o bastante para alimentar o monstro crescente.
Os deuses temiam pela força crescente do lobo e pelas profecias de que o lobo seria sua destruição.
Duas vezes, Fenrir concordou em ser acorrentado e, pelas duas vezes, ele estourou facilmente os elos que o prendiam.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

A primeira corrente, feita do ferro, foi chamada Loeðingr.
A segunda, também de ferro, mas duas vezes mais forte, foi chamada Drómi. Finalmente,
Odin pediu ajuda aos anões, e eles fizeram um grilhão chamado Gleipnir,
era macio como a seda e foi feito com ingredientes muito especiais.

Os deuses então, levaram Fenris-lobo para uma ilha deserta e o desafiaram a quebrar Gleipnir.
Percebendo a armadilha, o lobo concorda, mas com a condição de que um dos deuses pusesse a mão em sua boca,
como sinal de “boa fé”. Assim, o bravo Tyr enfiou a mão direita entre as mandibulas do terrível monstro.
Eles amarraram o lobo com os grilhões macios, mas, dessa vez, quanto mais Fenris-lobo puxava,
mais Gleipnir apertava-se em seu pescoço.
Furioso, ele fechou vigorosamente suas enormes mandíbulas e decepou a mão do deus.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Tyr ainda teve a oportunidade de se vingar colocando uma espada na boca do lobo para que ele não fizesse tanto barulho. Mesmo sabendo que chegaria um dia em que Fenrir se libertaria e traria morte e destruição a todos eles, os deuses não o mataram. “O que tem de ser, será”, disseram.

Fenrir é mencionado em três estrofes do poema Völuspá, e em duas estrofes do poema Vafþrúðnismál.
Na estrofe 40 do poema Völuspá, uma völva divulga para Odin que, no leste, uma velha mulher sentou na floresta Járnviðr, e pariu lá a ninhada de Fenris. “Virá um, em meio de todos eles, um apanhador da lua em pele de troll.”
Mais à frente no poema, a völva prediz que Odin seria consumido por Fenris no Ragnarok.


Fonte:Net
avatar
Seth
Admin

Mensagens : 425
Data de inscrição : 15/11/2013
Localização : Cascais Lisboa

http://portalparanormal.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum