Portal Paranormal
O Tempo
Últimos assuntos
» A caixa de Pandora
Qua Maio 28, 2014 9:59 pm por Seth

» Adivinhando o pensamento
Qua Maio 14, 2014 10:50 am por sofiagov

» O modelo helicoidal - nosso sistema solar é um vórtice
Dom Maio 11, 2014 3:07 pm por Seth

» A casa mais estranha de Portugal (em imagens)
Sex Maio 02, 2014 10:50 pm por Aninhas_hk

» Sr. Roubado - Odivelas
Qua Abr 30, 2014 10:06 pm por Seth

» O crime de François Bertillon
Sab Abr 19, 2014 5:46 am por Seth

» Somos grandes ?? Vamos comparar !!
Qui Abr 17, 2014 4:20 pm por Seth

» Mãe vendendo seus filhos..
Seg Abr 14, 2014 7:11 pm por Aninhas_hk

» Biblioteca para gigantes ?
Qua Abr 09, 2014 8:09 pm por Seth

» O Sol - Ciclo de vida de uma Estrela
Dom Abr 06, 2014 2:01 pm por Seth

» A última entrevista de Charlie Noonan
Ter Mar 25, 2014 7:35 pm por Seth

» O Pavão e o seu simbolismo
Ter Mar 25, 2014 3:07 pm por Seth

» As três Graças
Ter Mar 25, 2014 2:57 pm por Seth

» Complexo de Édipo ou a Tragédia Grega
Ter Mar 25, 2014 2:52 pm por Seth

» 9 factos que vão mexer com a sua noção de tempo
Seg Mar 24, 2014 3:03 pm por Seth

» O universo segundo a Mitologia Nórdica.
Dom Mar 23, 2014 11:37 pm por Seth

» Porta do inferno
Dom Mar 23, 2014 11:08 pm por Seth

» O som do Planeta
Qui Mar 20, 2014 10:26 pm por Seth

» Pan Gu
Ter Mar 18, 2014 10:36 pm por Seth

» Antiga cidade submersa é encontrada no Triângulo das Bermudas
Ter Mar 18, 2014 5:35 pm por Seth

» 6 visões sobre o núcleo da Terra: Religião vs Ciência
Ter Mar 18, 2014 5:22 pm por Seth

» 15 Curiosidades Sobre Religião
Ter Mar 18, 2014 5:12 pm por Seth

» O menino da fazenda de Hertfordshire
Qua Mar 12, 2014 4:07 pm por Seth

» O bebé de Queensland, Austrália
Qua Mar 12, 2014 4:03 pm por Seth

» O fantasma do castelo Raynham Hall
Qua Mar 12, 2014 4:01 pm por Seth

» Espiríto na "Toys ´R´ Us "
Qua Mar 12, 2014 3:54 pm por Seth

» O fantasma do banco de trás
Qua Mar 12, 2014 3:36 pm por Seth

» A escadaria de túlipa
Qua Mar 12, 2014 3:32 pm por Seth

» Imagem em Rotsand na Suiça
Seg Mar 10, 2014 6:39 am por Seth

» Hermes Trismegisto
Sab Mar 01, 2014 3:04 pm por Seth

PT Avisos
Fases da Lua
Visitantes
web counter free

O Sol - Ciclo de vida de uma Estrela

Ir em baixo

O Sol - Ciclo de vida de uma Estrela

Mensagem por Seth em Dom Abr 06, 2014 2:01 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O Sol formou-se cerca de 4,57 biliões (4,567 mil milhões) de anos atrás quando uma nuvem molecular entrou em colapso. Evolução estelar é medida em duas maneiras: através da presente idade da sequência principal do Sol, que é determinada através de modelagens computacionais de evolução estelar;
E nucleocosmocronologia. A idade medida através destes procedimentos está de acordo com a idade radiométrica do material mais antigo encontrado no Sistema Solar, que possui 4,567 biliões (4,567 mil milhões) de anos.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O Sol está aproximadamente na metade da sequência principal, período onde a fusão nuclear funde hidrogénio em hélio.
A cada segundo, mais de 4 milhões de toneladas de matéria são convertidas em energia dentro do centro solar, produzindo neutrinos e radiação solar.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Nesta velocidade, o Sol converteu cerca de 100 massas terrestres de massa em energia, desde sua formação até o presente. O Sol ficará na sequência principal por cerca de 10 biliões (10 mil milhões) de anos.

Daqui a cerca de 5 biliões (5 mil milhões) de anos, o hidrogénio no núcleo solar esgotará.
Quando isto ocorrer, o Sol entrará em contração devido à sua própria gravidade, elevando a temperatura do núcleo solar até 100 milhões de graus Kelvin, suficiente para iniciar a fusão nuclear do hélio, produzindo carbono, entrando na fase do ramo gigante assimptótico.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O destino da Terra é precário.
Como uma gigante vermelha, o Sol terá um raio máximo maior de 250 UA, maior do que a órbita atual da Terra.
Porém, quando o Sol tornar-se uma gigante vermelha, a estrela terá perdido cerca de 30% de sua massa atual, devido à massa perdida no vento solar, com os planetas afastando-se gradualmente do Sol, à medida que o Sol perde massa.


Este fator por si mesmo provavelmente seria o suficiente para permitir que a Terra não fosse engolida pelo Sol, visto que a Terra afastar-se-ia o suficiente da estrela, mas pesquisas recentes mostram que a Terra será engolida pelo Sol devido à forças de "maré".

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Mesmo que a Terra não seja incinerada pelo Sol, a água do planeta evaporará, e a maior parte de sua atmosfera escapará para o espaço.
De facto, o Sol gradualmente torna-se mais brilhante com o passar do tempo,
mesmo na sequência principal (10% a cada 1 000 000 000 anos), com sua temperatura de superfície gradualmente aumentando com o tempo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O Sol foi no passado menos brilhante, sendo que no início possuía 75% da luminosidade atual, uma possível razão pela qual vida em terra firme somente existiu nos últimos 1 000 000 000 anos.
Daqui a 1 000 000 000 anos, o aumento da temperatura fará com que a superfície da Terra torne-se quente demais para possibilitar a existência de água líquida, e portanto, impossibilitará vida na Terra em sua forma atual.


Modelos teóricos do desenvolvimento do Sol sugerem que, entre 3,8 a 2,5 biliões de anos atrás, durante o arqueano, ( Na escala de tempo geológico, o Arqueano ou Arcaiqueano (antes Arqueozoico) é o éon que está compreendido aproximadamente entre 3,85 biliões de anos e 2,5 biliões de anos atrás. O éon Arqueano sucede o éon Hadeano e precede o éon Proterozoico. O início do Arqueano é marcado pelas primeiras formas de vida unicelulares da Terra.) o Sol possuía apenas 75% do brilho atual.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Com esta potência, a energia solar recebida pela Terra não seria suficiente para sustentar água no estado líquido, e portanto, vida não poderia ter desenvolvido-se durante este período.nota 5 137 Porém, estudos geológicos mostram que a temperatura terrestre tem permanecido estável desde o término de sua formação, e que de fato, a Terra era mais quente após ter completado sua formação do que no presente.

O consenso entre cientistas é que a antiga atmosfera terrestre possuía quantidades maiores de gases do efeito estufa (tais como dióxido de carbono, metano e/ou amónia) do que atualmente, tornando possível estocar calor suficiente para compensar pela menor quantidade de energia solar recebida pelo planeta.

A fusão de hélio sustentará o Sol por cerca de 100 milhões de anos, quando então o hélio no núcleo solar esgotará.
O Sol não possui massa o suficiente para converter carbono em oxigénio, e portanto, não explodirá como uma Supernova.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Ao invés disso, após o término da fusão de hélio, intensas pulsações térmicas farão com que o Sol ejete suas camadas exteriores, formando uma nebulosa planetária.
O único objeto que permanecerá após a ejeção será o extremamente quente núcleo solar, que resfriará gradualmente, permanecendo como uma anã branca com metade da massa atual (com o diâmetro da Terra) por biliões (mil milhões) de anos. Este cenário de evolução estelar é típico de estrelas de massa moderada e baixa.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Outras anomalias


O Sol está atualmente comportando-se inesperadamente em várias maneiras:

*    O Sol está no meio de um período de atividade mínima do ciclo solar, muito mais longo, e com uma percentagem de dias onde o Sol não possui nenhuma mancha solar, do que o esperado; desde maio de 2008, várias predições foram feitas indicando o aumento iminente da atividade solar, todas elas refutadas.

*    O brilho atual do Sol é menor do que o usual durante o período de atividade mínima do ciclo solar.

*    Nas últimas duas décadas, a velocidade do vento solar caiu 3%, sua temperatura caiu 13%, e sua densidade, 20%.

*    O campo magnético do Sol possui apenas metade da força registada no último período de atividade mínima do ciclo solar, em 1987. Como resultado, a heliosfera, que preenche o Sistema Solar, diminuiu de tamanho, resultando no aumento da radiação cósmica atingindo a Terra e sua atmosfera.


Fonte: Research Consortium on Nearby Stars, GSU. (17 de setembro de 2007). "The One Hundred Nearest Star Systems". RECONS.[/color]
avatar
Seth
Admin

Mensagens : 425
Data de inscrição : 15/11/2013
Localização : Cascais Lisboa

http://portalparanormal.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum